sexta-feira, 14 de agosto de 2009

Tempestade de ideias 3

Olá.

MOMENTO DESCONTROLE CEREBRAL
Quem assite outras coisas na televisão além das novelas levante a mão.

Bem, quem têm tido oportunidade de assistir aos noticiários, está vendo a bandalha que está se processando no Congresso Nacional. A batalha que estão fazendo para que o Sarney saia da presidência do Congresso. Pois o cara anda empregando parentes sem dó nem piedade. E o Lula nem aí. "Deixem o Sarney em paz... Não vejo nada errado... não sei de nada..." O Lula não lê jornal? Ah é, pior que ele admitiu certa vez que não lia...
E o pior, o presidente do Conselho de Ética do Senado, o encarregado de analisar as denúncias contra Sarney, está arquivando os processos, e diz que não vê nada errado. Ao que perguntamos: quanto o Sarney está pagando para ele para absolvê-lo?
Desde quando o Brasil saiu da ditadura tem sido assim. Essa pouca-vergonha. Não é a política o ruim, eu friso, e o padre falou. É a politicagem. Não confundam um com outro.
O país agora está aquela baderna. Gripe A atrapalhando o calendário escolar das crianças, o Sarney se fazendo de gran cosa, e a Igreja Universal sob investigação - de novo.
Nada tenho contra os evangélicos - alguns de meus melhores amigos são evangélicos. No entanto, quem concordaria com esse negócio de "enregue 10% do ordenado mensal à Igreja", vendo que o dinheiro não está indo para as obras do Senhor Jesus Cristo? Podem me criticar, mas eu não sou o único que está dizendo isso. Que diria Cristo se voltasse à Terra agora?
Nisso, lembro de uma música. Cabeça de Bagre II, dos saudosos Mamonas Assassinas, uma "tradução" da situação nacional em forma de humor:


"Loucura, Insensatez, Estado inevitável
Embalagem de iogurte inviolável
Fome, miséria, incompreensão,
O Brasil é "treta" campeão.
(...)
A polícia é a justiça de um mundo cão
Mês de agosto sempre tem vacinação
Na política, o futuro, de um país
Cala a boca e tira o dedo do nariz."


Pior não é isso. É que estão faltando idéias aos chargistas para retratar a situação. Hoje é tão lugar-comum que ninguém mais ri de caricaturas.
Então, reflitam sobre esta charge que fiz...




PULA, GRITA, AGITA, COME DOCE, COME TORTA...
O CQC, da Band, é o melhor programa de humor da televisão brasileira da atualidade. Olha que eu deixei, desde a morte do Bussunda, de curtir o Casseta e Planeta. CQC, hoje, é a melhor opção das noites de segunda, quando não há nada que preste na Tela Quente da Globo.
Bem, segunda-feira passada, da semana da data em que escrevo, apareceu no CQC ninguém menos que Sérgio Mallandro, o homem do glu-glu. Lembram dele? Da Porta dos Desesperados? Da Vila do Mallandro? Do gibi dele? Da canção Um Capeta em Forma de Guri?
Pois o cara estava sumido. Nem sei o que o dito anda fazendo na atualidade. Pois ele apareceu nesta segunda, no CQC, mais maluco que quando saiu.
E olha o que eu achei no YouTube: uma pérola dos anos 90. A canção Rap do Ovo, onde Mallandro divide os vocais com ninguém menos que Fausto Silva. Esta é a sequência final do filme Inspetor Faustão e o Mallandro, de 1991, filme dirigido por Mário Márcio Bandarra, onde o apresentador Faustão encarna um feirante que é escolhido por Deus para se tornar um investigador da natureza. Mallandro encarna seu ajudante atrapalhado.
Verdadeira pérola da Sessão da Tarde, pela história meio absurda, mas que deliciava os moleques - afinal, se no filme tinha Xuxa, Sérgio Mallandro ou Trapalhões, estamos dentro!
No vídeo, ainda aparece o então ator mirim Caíque Benigno, o Faustinho. Não conhecem? Se vocês assistiam o programa Disney Club, do SBT, devem lembrar do Macaco, da TV CRUJ. Então, juntem dois mais dois e...
Bem, curtam aí a letra e a música desta verdadeira pérola.
video
Até mais!

Um comentário:

Marcel Ibaldo disse...

assino embaixo.
apesar de ser cristão, não sou cego que nem o excelentíssimo presidente da república.
a situação pede o retorno de uma panfletagem do quadrinhos s.a..
o Decoro praLamentar!