sábado, 7 de fevereiro de 2015

Luluzinha e Bolinha, há quase quatro anos...

Olá.
Os gibis da Pixel Media, selo do grupo Ediouro, já estão nas bancas. E, hoje, é a vez dos gibis de Luluzinha e Bolinha, versão clássica! E isso é o básico para começar - além do anúncio de o gibi da Luluzinha estar completando quatro anos de volta às bancas. O do Bolinha também, mas como a diferença é de dois meses, é a Luluzinha quem vai completar quatro anos primeiro.

LULUZINHA #47 traz as seguintes histórias: em A Aula de Piano, a menina vai começar a tomar lições do dito instrumento com uma professora particular e com... o Alvinho!; em A Cerca, Lulu decide auxiliar Seu Jorge, o pai, a não fazer esforço para pintar a dita-cuja, chamando os meninos para ajudar - mas, com eles brigando o tempo todo, acaba sendo uma má ideia... em Dia de Compras, Lulu resolve ir ao supermercado - novidade na época em que a história foi publicada - levando Alvinho a tiracolo. Adivinhe no que vai dar, adivinhe... O Piquenique é republicação (saiu no Almanaque #2); A Menina que Jogou Uma Bola de Neve no Rei é a primeira história surrealista de Lulu para Alvinho, com a Bruxa Alcéia, claro; Friio (assim, com dois "i", como numa onomatopeia) traz a menina dando um jeitinho para driblar a baixa sensação térmica (é inverno nos Estados Unidos agora, no momento em que escrevo, sabem?); e O Durão é outra historinha de Lulu para Alvinho, com o menino como vilão da história. Completam o gibi uma historinha curta com o Bolinha.
BOLINHA #45 traz as seguintes histórias: em Fracolino, o Chaperom, os meninos do clubinho decidem acampar, mas escolhem como chaperom (um adulto que vigia os meninos na floresta - nunca tinham ouvido o termo? Como diria o velho adágio, "está no gibi") o velho Fracolino, o matusquela avô do Carequinha, e sua lógica esquisita; em O Clube de Bolso, uma historinha de Haloween, mas adaptada para o Carnaval brasileiro, Bolinha, logo na noite festiva, acaba escolhido para defender o clubinho da Turma da Zona Norte, e só consegue cumprir a tarefa graças aos seus amiguinhos do planeta Marte; O Maior Sufoco! é republicação (também saiu no Almanaque #2); em O Travesso, Lulu e Bolinha aprontam geral na casa dele, mas conseguem não ser repreendidos, por incrível que pareça, graças a uma estranha coincidência; A Patinha Feia é outra historinha de Lulu para Alvinho, do tempo em que as crianças nasciam de ovos; Uma História Molhada também é republicação (saiu em Luluzinha #7); e Siga o Líder é outro causo de Alvinho com sua "aminimiguinha" Estela - meninas não podem ser líderes? Ela vai provar que é capaz, sim.
Em tempos de reajustes de tudo o que precisamos para viver, estes gibis pelo menos não foram reajustados: continuam a R$ 3,10 - e esperamos que continue assim.
Para encerrar, confiram agora Letícia, a minha Luluzinha! Algumas das tiras publicadas desde o início deste ano. Começando com uma tirinha de transição entre arcos...
O arco "A Princesa do Bilboquê" já foi encerrado, mas comecei outro - "O quelônio ajudou", encerrado há pouco, e agora publicado aqui, no Estúdio Rafelipe, na íntegra. E ainda, como interlúdio, uma brincadeirinha com a mística em torno do "número da besta". Já fiz algo parecido aqui no blog Estúdio Rafelipe, e, com a numeração coincidindo, por que não mexer no braseiro? Ninguém, infelizmente, está imune.
Confiram esta e outras em http://leticiaquadrinhos.blogspot.com.br/.
E por hoje é só, amiguinhos.
Até mais!

Um comentário:

roniere costa disse...

Olá, amigo. Sempre acompanho seu blog. Notou que a capa do gibi do Bolinha é a primeira de toda a coleção da Ediouro a vir com os desenhos mais "modernos"?