terça-feira, 3 de março de 2015

Luluzinha e Bolinha, o retorno de seu pai de criação

Olá.
Ainda meio abalado por acontecimentos recentes, como a mudança no layout do blog, vou fazer a costumeira resenha dos gibis clássicos de Luluzinha e Bolinha, lançamentos, como todo mundo já sabe, da Pixel Media, selo do grupo Ediouro. E isso é o suficiente para se dizer por enquanto.
Destaques do mês:

Em LULUZINHA 48 (mês quem vem, o gibi completa quatro anos nas bancas!) temos as seguintes histórias: em Penetra de Classe, Alvinho decide seguir Luluzinha até a escola - e adivinhem só no que vai resultar; em A Pequena Costureira, as meninas decidem fazer justiça contra as maldades da Turma da Zona Norte, diante da impossibilidade de os meninos do clubinho fazerem isso; Um Dia Muito Chuvoso é uma pequena comédia dos tempos de John Stanley e Irv Tripp - evidente, por fontes seguras, que é deles - com Luluzinha e Bolinha com seus guarda-chuvas e tudo mais; O Dia do Silêncio é republicação (saiu anteriormente no Almanaque # 2); A Bruxa Alcéia e o Temível Perfume é a primeira história absurda de Lulu para Alvinho; A Varinha Mágica também é republicação (do Almanaque # 1); e, em Observando as Estrelas, Lulu e Aninha decidem fazer pedidos às estrelas cadentes, mas tudo vira em confusão quando Alvinho se intromete e o Seu Jorge tem de levantar cedo. Completam o gibi histórias curtas da Luluzinha e do Alvinho.
BOLINHA # 46 traz as seguintes histórias: em O Cão de Passeio da Glorinha, ela e Plínio querem comer um bolo inteiro, mas precisam se livrar da intromissão de Bolinha - que acaba tendo muito mais sorte que eles numa pequena aventura envolvendo dinheiro, sorvete e um cachorrinho; em Achados e Perdidos, Bolinha, bancando o detetive, procura pelo gato de Glorinha; em Serviço de Entrega, Lulu faz Bolinha prestar-lhes um favor, mas uma série de acontecimentos acaba fazendo com que tudo não saia como o esperado - ainda mais quando é o gordinho quem faz consertos numa roupa; em Ovo de Dinossauro, Bolinha e Carequinha se envolvem numa aventura estilo "nada é o que parece ser", envolvendo um balão de desfiles e uma pedra; A Menina de Lama, história surreal de Lulu para Alvinho, é republicação (saiu em Bolinha # 5); em Ajudante de Mágico, Bolinha é convocado por um grande mágico para ajudar em seu show - mas não do jeito como o gordinho espera; e, em Os Despertadores, Bolinha quer ajudar o pai a acordar cedo, mas o primo Carlinhos, sem perceber, vai arruinar seu plano. Completa o gibi uma história curta da Luluzinha.
Os gibis continuam a R$ 3,10 cada. Esperamos que os reajustes anunciados pelo governo não atinjam o mercado editorial.
Ah, a propósito, respondendo ao comentário de um leitor, Roniere Costa, que comentou a última postagem sobre os gibis da Luluzinha: sim, reparei que os desenhos da capa de Bolinha # 45 são diferentes, mais "modernizados" - reparei pela posição das sobrancelhas do Juca e do Carequinha.
Para encerrar, como tem sido há tempos, Letícia, minha Luluzinha, acompanha a resenha. Estas aqui, então, são as tiras iniciais do mais novo arco da personagem, cuja publicação já está em curso - e sem sua presença!
Confiram as mais recentes da personagem em http://leticiaquadrinhos.blogspot.com.br/.
E pretendo, o quanto antes, retomar o ritmo de trabalho de quadrinhos. Não sei por que, mas ando meio desanimado para desenhar. Falta de palavras de incentivo, talvez? Mas, o mais possível, vou produzindo material para não deixar a Rede Rafelipe parar.
Até mais!

Um comentário:

roniere costa disse...

Obrigado pela resposta e parabéns pelo blog. Acompanho sempre.