segunda-feira, 27 de julho de 2009

A Canção do Coringa

Olá.
Eis uma pequena solução para os dias caóticos de hoje. Música, Sam:


Quando o mundo está cheio de preocupação
E todas as manchetes gritam aflição
Quando tudo é estupro, fome e guerra, bem...
...então só há uma coisa certa a fazer
e eu vou te ensinar pra você saber...
você deve sorriiiiir...
se você começar a olhar as pessoas meio irado
é sinal de que está ficando inteiro pirado...
e tem mais, se a barra estiver pesada,
você pode apelar para uma cela acolchoada!
Troque sua vida de agonia
por uma cama e injeções duas vezes ao dia!
Ah, e não se esqueça...
Você deve ir sozinho e sem medo!
Quando o homem começar a se aniquilar,
e as bombas caírem sem parar...
E, de seu filho o rosto pálido você vir,
A melhor coisa a fazer é sorriiiir!
Se as pessoas não te compreenderem, não ligue!
Vire as costas, vá em frente, não brigue!
Se disserem que você regula pouco,
é porque não sabem...
...como é bom ser looucoo!

(Canção do Coringa, extraída da HQ Batman, a Piada Mortal, de Alan Moore e Brian Bolland [tradução da revista, metrificação livre])
Esta é a ilustração mais doentia que fiz até agora, admito... mais uma lição de como quebrar a cara! (Vou ser execrado por isso, mas que foi divertido, foi.)
O Coringa quase me convenceu. Assim como tentou convencer o Comissário Gordon... Mas o Batman está aí para nos fazer voltar à razão...
Bem, se um dia ruim fosse suficiente para me fazer ficar louco, talvez nem estivesse escrevendo neste blog... HAHAHAHAHAHAHA!
Até mais!

2 comentários:

Marcel Ibaldo disse...

o trabalho a grafite ficou muito bom.
provavelmente a melhor ilustra que tu já fez, grasel.
parabéns.

Guiga disse...

Muito bom o grafite do Coringa.
Parabéns, curti pacas!